Elenco fala sobre o “violento” primeiro episódio da 7ª temporada de The Walking Dead

The Walking Dead retornou à televisão nesse domingo, 23/10, em sua sétima temporada, em sua melhor forma. A série da FOX, inspirada nas histórias em quadrinhos de Robert Kirkman,  finalmente acabou com o suspense que deixou no ar no season finale da sexta temporada, exibido em abril. Ficamos contentes com a tão esperada volta da série, no entanto, tristes por todos os acontecimentos e violentas mortes que ocorreram no episódio.

 

A Variety conversou com os produtores e com o elenco sobre a violenta e impactante season premiere da 7ª temporada.

 

SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT

 

batendo

 

“Nós queríamos deixar bem claro que estamos começando e que ainda tem muito por vir”, disse Kirkman, criador e produtor executivo da série.

 

O showrunner Scott Gimple explicou que a sétima temporada foi planejada durante dois anos. “A parte mais difícil foi pensar em como desconstruir o Rick e começar o roteiro”, disse ele. “Pensamos numa forma de estourar a audiência, também, não de um jeito que magoasse quem assiste, mas sim fazer acreditar que o Rick Grimes pode ser um subordinado do Negan e fazer o que ele diz.” 

 

rick-e-ele

 

Steven Yeun, intérprete de Glenn, descreveu o momento da morte de seu personagem como “icônico”. “Esse acontecimento nos quadrinhos é uma bagunça ao mesmo tempo que é incrivelmente impactante”, disse, “com força o bastante para mover o curso das coisas”.

 

Antes da morte de Glenn, que acontece na HQ, houve um twist que boa parte dos fãs não esperavam: A morte de Abraham (Michael Cudlitz) , o que motivou um ataque desesperado de Daryl, que estava na mira das armas dos Salvadores de Negan, para o vilão. “Acho que ele se sentiu culpado”, disse Norman Reedus, intérprete de Daryl, “ele se sente totalmente responsável e nunca vai deixar de se sentir assim”.

 

the-walking-dead-scott-m-gimple-negan-7-temporada

 

Cudlitz disse que, lendo os quadrinhos, soube que seu personagem vivia um tempo “emprestado”. “Kirkman sempre disse que não estava satisfeito com a forma que tirou Abraham das HQs, então eu estava curioso para saber até onde nós chegaríamos com isso”, disse.

 

glenn

 

Jeffrey Dean Morgan, que brilhou no papel do ameaçador Negan, confessou que teve que se controlar quando soube quem seu personagem mataria. “Sou fã de Steven e Michael, não queria que saíssem da série”, contou Morgan. “Os dois são partes importantes do show, então, quando descobri, fiquei triste como todos ficaram.” 

 

O ator, que já participou da série médica Grey’s Anatomy e também já foi um herói em decadência em Watchmen, de Zack Snyder – com quem repetiu a parceria em Batman Vs Superman, numa ponta como o pai de Bruce Wayne – revelou que não enxerga seu personagem como um vilão. “Para mim, ele não é um cara mal, só está dando o troco”, defendeu. “Eles tiraram membros do meu grupo. Se não fosse por Daryl, Glenn ainda estaria vivo.”

 

rodando-bastao

 

The Walking Dead vai ao ar todo domingo, às 23h30, no canal FOX.